Intercooler: já é hora de trocar? Descubra em 3 passos.

Pra quem é apaixonado por potência em um bruto, os motores turbo são a melhor pedida. E um componente que não fica de fora desses motores "envenenados" é o intercooler.

Hoje, vamos falar sobre as funções do intercooler e como saber se está na hora de trocar o componente. Vem com a gente!

 

Mas afinal, pra que serve o intercooler?

O intercooler funciona quase como um radiador, e a sua função é resfriar o ar que sai turbina, que depois entra no coletor de admissão. Esse resfriamento pode ser feito por água ou por um sistema de circulação próprio, onde o ar quente passa pelas colmeias e é resfriado.

Um motor é turbo porque fornece mais ar aos cilindros, o que aumenta a potência e o torque. Pra que esse esquema funcione perfeitamente, o ar que sai da turbina precisa ser resfriado para ficar mais rico em oxigênio, assim, a densidade fica menor e não prejudica a queima de combustível - ou seja, mais economia de diesel! O uso do intercooler não é obrigatório e alguns motores mais antigos não possuem esse componente, mas todos os modelos atuais já saem de fábrica com o intercooler. Vale lembrar que se você tem um motor turbo que não possui o intercooler instalado, essa é uma boa maneira de melhorar a performance do seu carro.

 

Já é hora de trocar? 3 passos para testar o intercooler.

Nos motores turbo, os componentes trabalham em níveis de temperatura e pressão ainda mais altos do que em um motor convencional, por isso, a manutenção preventiva é essencial. Veja como identificar a hora da troca do intercooler.

Desmonte o intercooler. Ele geralmente fica localizado na é equipado na parte frontal ou em outro local com bom fluxo de ar. Afunde o componente na água e tampe uma das passagens, na outra passagem, injete ar comprimido em baixa pressão. Verifique se há aparecimento de bolhas. (funciona mais ou menos como verificar furos em uma câmara de ar.)

Se o componente apresentar falhas, aproveite as nossas ofertas para adquirir um novo intercooler e garantir o bom funcionamento de todo o motor.

 

E aí, o que achou? Comente aqui embaixo e deixe suas sugestões para as próximas matérias também.


Compartilhe:


comentários

Todos os campos são obrigatórios
veja também